Camisas do Palmeiras

Mancha Verde


18/03 Publicado em Torcidas do Palmeiras por Davidson ás 7:05 pm |Permanlink|

Mancha Verde

O Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Mancha Verde é uma escola de samba, originada a partir da torcida organizada do Palmeiras. Começou como bloco carnavalesco, em 1995.

Ficha e Dados Oficiais da Mancha Verde:

Site: http://www.manchaalviverde.com.br
E-mail: diretoria@manchaalviverde.com.br
Presidente de honra: Paulo Rogério de Aquino (Paulinho Serdan)
Presidente: Jânio Carvalho Santos
Vice-presidente: Luiz Carneiro Filho
Diretor Geral: Reginaldo Pereira
Fundação: 11/01/1983
Telefones: (11) 3872-4832 e 3362-8611
Sede: Rua: Turiassú, 1.777 – Perdizez – São Paulo/SP – CEP: 05005-001
Loja: Rua José Paulino, 226 – cj. 149 – Bom Retiro – São Paulo – SP CEP: 01120-001
Escola-madrinha: Rosas de Ouro
Cores: Verde, Branco e Vermelho
Símbolo: Manchão
Carnavalesco: Fernando Dias
Intérprete oficial: Waguinho
Diretor de carnaval: Paolo Bianchi
Diretor de harmonia: Comissão de Harmonia
Diretor de bateria: Mestre Caju & Mestre Moleza:
Rainha da bateria: Viviane Araújo
Mestre-sala e porta-bandeira: Jéssica e Fabiano
Coreógrafo: Mirian

História da Mancha Verde:

11 de janeiro de 1983, Nasce a maior torcida organizada da Sociedade Esportiva Palmeiras, uma torcida composta por pessoas com a mesma ideologia e sentimento, unidas por esse sentimento e sabedoras das responsabilidades de se comandar uma entidade que tem como principal elo a paixão e emoção.

Em pouco tempo de existência a Mancha foi se destacando pelas festas realizadas em todas as arquibancadas do Brasil e por suas realizações, como por exemplo a confecção do maior bandeirão do mundo (até hoje constando no Guinness Book).

No começo do ano de 1995, a Mancha Verde (Palmeiras) decidiu participar do Carnaval, acertando sua participação junto à UESP, e alterando seu estatuto. Porém, devido à uma briga entre torcedores da Mancha e da torcida Independente, do São Paulo Futebol Clube, a justiça decretou, ainda naquele ano, a extinção do então Grêmio Recreativo Esportivo Cultural Torcida Mancha Verde como pessoa jurídica.

Como os integrantes da torcida continuaram se reunindo após isso, para que continuassem a poder fazê-lo de modo oficial, em 18 de outubro de 1995 assinaram a oficialização do Grêmio Recreativo Cultural Bloco Carnavalesco Mancha Verde. Embora a Mancha como escola de samba tenha sido criada com novos CNPJ e estatuto, seus integrantes a consideram como a continuação da torcida extinta. Anos mais tarde, seria criada a torcida Mancha Alvi-Verde, desvinculada juridicamente da antiga torcida e então somente escola de samba.

Em 1996, ano de seu primeiro desfile, com um enredo alertando para a destruição da natureza, ficou em segundo lugar no Grupo de Espera (subindo para o Grupo Especial dos Blocos), em seu primeiro desfile oficial. No ano seguinte, cantando a “Noite paulistana, um convite ao prazer“, vence pela primeira vez o concurso dos blocos do carnaval paulistano.

Em 2000, a Mancha Verde estréia com escola de samba. Cantando um enredo questionador sobre os 500 anos do Brasil (“Brasil, que história é essa?“), fica em segundo lugar no Grupo 3 Oeste do carnaval de São Paulo, ficando atrás apenas da Lavapés, a primeira escola de samba paulistana. Este resultado eleva a escola ao Grupo 2.

Frases / Lemas da Mancha Verde:

Dignidade, União e Glórias”.
Nossa união é que nos dá o poder de ser”.
Nem melhor, nem pior, apenas diferente”.
Não existe tempo ruim para um Manchista, juntos transformamos qualquer tempo”.
Se o Palmeiras jogasse no céu, morreríamos para vê-lo jogar”.
Pois eu to na Mancha Verde e a Mancha Verde está em mim”.

Títulos da Mancha Verde no Carnaval:

* Blocos Especiais: 1997 e 1998;
* Grupo 2: 2001;
* Grupo 1: 2002;
* Grupo de Acesso: 2004;
* Grupo Especial das Escolas Esportivas: 2006 e 2007;

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.