Camisas do Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo comenta em seu blog sobre sua demissão no Palmeiras


29/06 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 5:15 pm |Permanlink|

Dois dias depois de anunciar a sua demissão do Palmeiras por meio do seu blog pessoal, o técnico Vanderlei Luxemburgo voltou a postar comentando o motivo que levou a direção alviverde a retirá-lo do comando do time. Ele afirma que não aceita a justificativa de “quebra de hierarquia” ao comentar sobre a negociação de Keirrison com o Barcelona.

Na última sexta-feira, o treinador disse que, caso o atacante não acertasse com o time espanhol, ele não voltaria para o clube sob o seu comando. A atitude de Luxemburgo de comentar a negociação não foi bem recebida pela diretoria alviverde, que se reuniu e resolve demiti-lo nas primeiras horas de sábado.

O Palmeiras se mexe nos bastidores para arrumar um novo treinador. Até o momento, o mais cotado para assumir o cargo é o ex-são-paulino Muricy Ramalho, que analisa a proposta alviverde em seu sítio, em Ibiúna, interior paulista. As outras opções comentadas são Abel Braga, comandante do Al Jazira (Emirados Árabes) e Dorival Júnior, técnico do Vasco.

Confira abaixo o comentario de Vanderlei Luxemburgo em seu Blog:

Hierarquia e TRAFFIC – Fundo de Investimento
Hierarquia

A minha declaração forte contra a atitude desrespeitosa do atleta Keirisson sempre foi com o intuito de se buscar o fortalecimento e o comando do grupo de jogadores.

Em momento algum durante o período de um ano e meio, dirigindo a equipe, tomei alguma decisão que não fosse em conjunto com a diretoria. E desafio alguém no clube a revelar que isso não foi a verdade.

Em minha carreira tomei decisões que são inerentes a minha atividade, casos do Edmundo no próprio Palmeiras e Marcelinho Carioca no Corinthians. Na época os dirigentes entenderam como uma decisão de campo. No futebol é intolerável o desrespeito que o Keirisson teve comigo e com os seus companheiros de trabalho, uma vez foram esses mesmos companheiros que se doaram, suaram e lutaram em campo para que ele chegasse nessa condição de saída para o exterior.

O gerente de futebol do Palmeiras – por sinal um excelente profissional – talvez, pela velocidade da informação, tenha imaginado ter feito esta comunicação a mim quanto a ausência do atleta no treino, quando na verdade isto não aconteceu. Nunca questionei o comando do clube, como alguns entenderam ou quiseram entender.

No mundo do futebol o código de ética tem suas peculiaridades e algumas bem diferentes dos manuais utilizados em empresas. A diretoria do Palmeiras teve todo o direito de me demitir, mas, o que não aceito, é o argumento “quebra de hierarquia” pois, em momento algum, tive a pretensão de decidir quem se venderia ou quem se compraria. Da mesma forma não teria condições para avaliar o quanto em importância teve a pressão política de alguns conselheiros, da torcida organizada e da parceria na decisão tomada.

Tudo que fiz voltaria a fazer, pois jamais deixaria de buscar a igualdade e a unidade de um grupo de trabalho.
Lamento muito ter sido mal “interpretado” e torço muito pelo sucesso da S.E.Palmeiras, ciente que as minhas conquistas no clube jamais serão apagadas.

Ficam aqui meus agradecimentos a todos os funcionários e em especial aos jogadores que sempre se empenharam muito em busca do sucesso.

TRAFFIC – Fundo de Investimento

Tenho absoluta certeza que os investimentos realizados nessa gestão foram muito bons para o clube e para a empresa. O planejamento segue com prazo para retorno técnico e financeiro.

Todos os jogadores que foram indicados por mim e avaliados pelos profissionais da TRAFFIC terão o seu devido retorno. Alguns a curto e outros a médio prazo. A curto prazo as indicações do Henrique e do Keirisson já protegerão os demais.

Daí a minha indignação com a entrevista do sr. Julio Marins (NR: o correto é Mariz) para um Blog inexpressivo, fazendo afirmações improcedentes e inoportunas para o relacionamento clube x empresa, fato esse que provavelmente deve ter deixado surpreso meu amigo J. Hawilla.

O que imagino ser o ideal nesse relacionamento é a redefinição melhor nos prazos de participações dos atletas no Clube, procurando sempre o equilíbrio entre a parte técnica e a financeira.

Via: Blog do Luxemburgo: http://luxemburgo.blog.uol.com.br/

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.