Camisas do Palmeiras

Últimos campeões apostam em fim do jejum


03/05 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 1:48 pm |Permanlink|

Neste domingo, o Palmeiras pode voltar a conquistar um Campeonato Paulista depois de 11 anos, 11 meses e dois dias. Desde 2 de junho de 1996 que o Verdão não sabe o que é ganhar um título estadual. Naquele dia, ao vencer o Santos por 2 a 0 no Palestra Itália, o alviverde faturou o seu último Paulistão com Velloso, Cafu, Sandro, Cléber e Júnior; Galeano, Amaral, Rivaldo e Djalminha, Müller e Luizão.

Daquele time, alguns já pararam, outros ainda seguem em atividade, mas todos acreditam que dessa vez o jejum acaba. Para ser campeão, o Palmeiras pode até perder por um gol de diferença da Ponte Preta que levará o 22º título para a sua sala de troféus.

O Palmeiras sai da fila neste ano!
Djalminha, campeão paulista em 1996

O Palmeiras será campeão, sem dúvida alguma! – aposta Müller, hoje comentarista do canal SporTV.

Após aquela conquista, o Verdão ainda ganhou uma Taça Libertadores da América, uma Copa dos Campeões e uma Série B do Campeonato Brasileiro. Mas, no estadual, não consegui mais nada.

O Palmeiras vai sair da fila este ano, sim. Tem a vantagem e joga em casa – emenda Djalminha, que está mostrando o seu talento nos torneios de showbol.

Coincidência ou não, tanto os times de 1996 como o de 2008 têm o mesmo comandante no banco. Naquele ano, Vanderlei Luxemburgo era um maestro do ataque dos 102 gols (em 30 jogos). Agora, novamente, o seu time tem o ataque mais eficiente (bem menos que aquele, é claro) da competição: são 40 gols em 22 partidas.

O Palmeiras de 1996 foi dos melhores times que eu já joguei. Era uma equipe espetacular, que fez mais de 100 gols – lembra o lateral são-paulino Júnior.

O autor do centésimo gol foi Luizão. Justamente no jogo que deu o título, contra o Santos – o campeonato era por pontos corridos e o Verdão ainda enfrentaria o XV de Jaú na última rodada.

LEMBRANÇAS DO ÚLTIMO TÍTULO
  • “Aquele time de 1996 era uma verdadeira seleção brasileira” (Mülller)
  • “Foi um dos melhores times que eu já joguei na minha vida” (Júnior)
  • “O time de 1996 era fantástico. Pena que acabou cedo” (Velloso)
  • “Foram mais de 100 gols. Só o Santos de Pelé fez isso” (Djalminha)
  • “Foi um prazer jogar com Müller, Cafu, Rivaldo e Djalminha” (Luizão)
  • “Era time para conquistar muitos e muitos títulos pelo clube” (Galeano)

Foi um dos momentos mais emocionantes da minha carreira. Existia uma expectativa para saber quem iria marcar o gol 100. Eu marquei e ainda fomos campeões – conta Luizão, que se recupera de lesão no Parque São Jorge.

Outro que está bastante confiante é o goleiro Velloso. Depois dele, Marcos assumiu a meta do Palmeiras para gravar o seu nome na história do Palestra Itália.

Pela vantagem e pelo time que tem o Palmeiras quebra esse tabu no domingo. Não dá mais para a Ponte – diz o ex-goleiro.

A dupla de volantes daquele time era Galeano e Amaral. Neste Campeonato Paulista, os dois foram rivais do Verdão, por Sertãozinho e Barueri respectivamente. Mas, agora, na reta final, estão na torcida.

Aquele time de 96 tinha muitos craques e aplicamos muitas goleadas. Pena ter acabado tão cedo. Era time para ganhar mais títulos. Agora, o Palmeiras é o favorito – afirma Galeano.

O Luxemburgo vai mexer com o brio de todos e acredito no Palmeiras. É o melhor técnico do Brasil e acho que será campeão novamente – completa Amaral.

Via: GloboEsporte.com

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.