Camisas do Palmeiras

Sport ratifica fama de carrasco e impõe 1º revés do Palmeiras no Parque


04/09 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 11:28 pm |Permanlink|

O Palmeiras sonhava em se aproximar do Grêmio, tinha um rival desfalcado pela frente e ainda contava com o fato de atuar no Parque Antarctica, palco onde obteve 14 vitórias e 3 empates em 2008. Mas, novamente, o Sport tratou de estragar os planos alviverdes, venceu o duelo desta quinta-feira por 3 a 0, com dois gols de Roger e outro de Durval, e impôs o primeiro revés aos anfitriões em seu estádio no ano.

Com o resultado, o Palmeiras segue com 43 pontos, a cinco do Grêmio, mas o líder do Campeonato Brasileiro tem uma partida a menos, pois só joga neste sábado pela 24ª rodada. O time visita o Fluminense no complemento da rodada.

Além de poder ver o líder mais distante, o alviverde perde a terceira posição para o Cruzeiro, que derrotou o Vasco em São Januário. Os palmeirenses terão ainda de enfrentar o Cruzeiro fora de casa na próxima rodada.

Já o Sport termina o ano como o grande algoz do Palmeiras. O time empatou sem gols no Parque Antarctica pela Copa do Brasil e venceu os dois jogos na Ilha Retiro (4 a 1, pela Copa do Brasil, e 2 a 0, pelo Brasileiro). Os pernambucanos, aliás, não perdem desde 2003 para os paulistas. Foram cinco vitórias e um empate.

E para ganhar novamente o Sport usou uma arma cantada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo: o contra-ataque. Mas o Palmeiras não soube anular a arma rival. No primeiro tempo, o time de Recife marcou bem e aproveitou um lance do acaso para abrir o placar. Magrão deu um chutão aos 27min, Carlinhos Bala ficou livre, enquanto a zaga palmeirense reclamava de impedimento, e tocou para Roger marcar.

Nervoso, o Palmeiras só teve uma chance real de marcar, aos 47min, mas Alex Mineiro perdeu. O elenco reconheceu que sofreu nos 45 minutos iniciais. “A equipe do Sport sempre jogada fechada, temos de arranjar um jeito de furar este bloqueio e virar o placar”, explicou o lateral-direito Élder Granja.

Luxemburgo tentou mudar a cara do Palmeiras, colocando Lenny no lugar de Evandro no intervalo, mas não adiantou. Se o Sport parava bem o ataque rival, o mesmo não se aplicava à defesa palmeirense e os visitantes definiram o triunfo com gols de Roger e Durval, com os zagueiros adversários apenas assistindo.

As duas equipes voltam a jogar apenas em 14 de setembro pelo Brasileiro. O Palmeiras terá um confronto vital com o Cruzeiro, no Mineirão, que é concorrente direto na briga pelo título, e o Sport receberá o Figueirense. As duas partidas estão marcadas para às 16h.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 X 3 SPORT

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 4 de setembro de 2008, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Público:15.992 pessoas
Renda: R$ 443.912,50
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho (CE)
Assistentes: Arnaldo Rodrigues de Souza e Marcos Antonio da Silva Brigido (ambos do CE)
Cartões amarelos: Alex Mineiro, Kléber, Leandro e Jéci (Palmeiras); Júnior Maranhão, Kássio e Márcio Goiano (Sport)

Gols:
SPORT: Roger, aos 23 minutos do primeiro tempo; Roger, aos 22, e Durval, aos 33 minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Marcos; Elder Granja, Jéci, Gustavo e Leandro; Jumar, Léo Lima (Maicosuel), Evandro (Lenny) e Diego Souza (Denílson); Kléber e Alex Mineiro
Técnico: Wanderley Luxemburgo

SPORT: Magrão; Igor, César e Durval; Sidny (Fábio Gomes), Andrade (Moacir), Júnior Maranhão, Kássio (Juninho) e Márcio Goiano; Carlinhos Bala e Roger (Wilson)
Técnico: Nelsinho Baptista

Via: Uol Esportes e GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.