Camisas do Palmeiras

Sem revanche, Palmeiras mira fim de freguesia de cinco anos contra o Sport


04/09 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 5:20 pm |Permanlink|

O torcedor palmeirense está com o Sport entalado na garganta. Há cinco anos os paulistas não sabem o que é derrotar os atuais tricampeões pernambucanos. Nos cinco confrontos mais recentes, foram três vitórias nordestinas e dois empates, resultados que custaram a classificação à Libertadores deste ano, a seqüência na Copa do Brasil e uma proximidade maior ao líder Grêmio.

A última vez em que triunfou diante do Leão foi em 22 de novembro de 2003. Em Garanhuns (PE), o Verdão venceu por 2 a 1 de virada, com gols de Edmilson e Magrão, conseguindo com uma rodada de antecipação o acesso e o título da Série B daquele ano. Depois disso, foi derrotado na primeira divisão em 2007 tanto no Palestra Itália (2 a 1) quanto na Ilha do Retiro (3 a 1). Nesta temporada, pela Copa do Brasil, foi 0 a 0 em São Paulo e 4 a 1 em Recife.

O tropeço que os alviverdes não conseguem esquecer, contudo, aconteceu neste Brasileiro. Em 8 de agosto, na capital pernambucana, os rubro-negros, priorizando a decisão da Copa do Brasil, jogaram com um time cheio de suplentes. E venceram os titulares de Wanderley Luxemburgo por 2 a 0. “Foi um dos nossos piores jogos na temporada, senão foi o pior”, ainda lamenta o técnico.

Diante de um histórico recente tão adverso, ter a chance de revidar nos algozes pode injetar ainda mais ânimo nos palmeirenses. Luxa, porém, abdica desta estratégia. “Não tenho que usar a psicologia para motivá-los a vencer o Sport, que ainda não vencemos no ano. Se eles usarem isso como motivação, estamos perdidos. Eles têm que se motivar pelo fato de que, com uma vitória, estaremos a dois pontos do Grêmio e pressionamos eles. Isso é um sentimento que já pertence ao atleta”, assegura.

E o recado já foi entendido pelo elenco, segundo colocado do Brasileiro a cinco pontos do líder Grêmio. “Este jogo será especial pelo objetivo de título que temos na competição, mas não como revanche. Lógico que a gente perdeu e ficou chateado, sentimos na pele essas derrotas, mas não adianta atacar de qualquer jeito para se vingar. Se pensarmos assim, vamos perder, porque do outro lado tem o campeão da Copa do Brasil”, alertou Leandro.

Presente nos quatro últimos duelos com os rubro-negros, o lateral-esquerdo está otimista para vencer os nordestinos nesta quinta-feira pela primeira vez com a camisa do Palmeiras. “O Sport é sempre um adversário difícil. Tanto que vamos para o quarto jogo contra eles no ano e ainda não vencemos nenhum. Mas o momento agora é diferente. Estaremos em casa, precisando dessa vitória para ficar bem na briga pelo título”.

A promessa é de muito esforço a partir das 20h30 no Palestra Itália não só para bater o Sport, mas, prioritariamente, para não perder o Grêmio de vista. “Temos que jogar com tranqüilidade e inteligência, mas principalmente com alma e coração porque essa vitória é muito importante para alcançarmos o Grêmio”, encerrou o zagueiro Jéci.

Via: GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.