Camisas do Palmeiras

Presidentes esperam “árbitro acima da média como tem acontecido”


23/04 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 8:20 am |Permanlink|

Lances polêmicos como pênaltis não-marcados, dois cartões amarelos sem expulsão para o mesmo jogador em um jogo e gol de mão não mancharam a qualidade da arbitragem no Paulistão na opinião dos presidentes dos dois finalistas. Unânimes na aprovação das atuações dos profissionais do apito, os mandatários de Ponte Preta e Palmeiras tem ótima expectativa em relação a quem apitará as duas finais.

Um dos mais felizes com o desempenho da equipe da Federação Paulista de Futebol (FPF) é Sérgio Carnielli. O presidente ponte-pretano comemora a mínima influência que percebeu dos árbitros nos jogos de seu clube no Estadual deste ano.

A Ponte Preta tem tido problemas com arbitragem, mas nesse ano e no ano passado não fomos prejudicados. Alguns jogos os árbitros erram, mas sem nos prejudicar”, relata o dirigente, sem poupar elogios ao Coronel Marcos Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da FPF.

Já falei com o Coronel Marinho e dei os parabéns pela equipe que tem, com atuações que estão acima da média. E nesses dois jogos finais vão acontecer arbitragens acima da média como tem acontecido em todo o campeonato”, aposta.

A previsão campineira é reforçada no Palmeiras. “Temos plena convicção de que as arbitragens na finais serão boas, como tem acontecido no campeonato. Inclusive nesse último jogo a arbitragem foi quase perfeita”, elogia o presidente alviverde Affonso Della Monica, recordando dos trabalhos de Wilson Luiz Seneme na vitória de seu time por 2 a 0 sobre o São Paulo na semifinal do último domingo.

Boas previsões à parte, o que o presidente da Macaca quer esquecer é a arbitragem de Dulcídio Wanderley Boschilla na decisão do Campeonato Paulista de 1977. Sérgio Carnielli, assim como grande parte dos ponte-pretanos, considerou a atuação do árbitro fundamental para que o Corinthians saísse da fila de 23 anos sem título sobre o time campineiro.

É difícil entender a cabeça do juiz. Em 77, quem se lembra bem, viu que o árbitro Boschilla fez uma atuação que não agradou a ninguém, nem os corintianos”, lembrou.

Via: GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.