Camisas do Palmeiras

Presidente Affonso Della Monica quer mais um mandato e desiste de estender o atual


21/09 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 6:17 pm |Permanlink|

A paz foi definitivamente quebrada no Palmeiras. No último sábado, o presidente Affonso Della Monica decidiu que tentará concorrer a mais um mandato e abandonou a idéia de estender sua permanência no cargo de janeiro a outubro do próximo ano.

Della Monica cansou de esperar a decisão do “Muda Palmeiras“, que tem o controle do futebol do clube. Até agora, o grupo tem se mostrado contrário à continuidade do presidente.

A insensibilidade política do ‘Muda Palmeiras‘ poderá eternizá-los fora do poder, em vez de 12 anos, como eles já ficaram”, afirmou Fernando Pizzo, assessor especial da presidência. Ele se refere ao fato de o grupo só ter subido quando se aliou a Della Monica e tirou Mustafá Contursi, que ficou por mais de uma década no comando.

Curiosamente, o rompimento entre os grupos de situação agora pode até aproximar Della Monica de Mustafá. A facção do ex-presidente já se mostrou disposta a apoiar a candidatura à reeleição do atual mandatário, desde que possa lançar seu próprio candidato. O nome mais cotado é o de Roberto Frizzo, mas há quem aposte em uma união entre eles.

Pelo estatuto atual, Della Monica, que cumpre seu segundo mandato, não pode se reeleger. Por isso, o presidente já colhe assinaturas de conselheiros para levar a alteração estatutária ao conselho. Já tem quase cem, o que é suficiente para a apreciação do órgão. Para a proposta ser aprovada, é necessário o voto favorável de 145 conselheiros – a metade mais um dos componentes do órgão.

Caso isso aconteça, a proposta será definida pelos associados palmeirenses em uma assembléia geral.

O presidente do conselho, Seraphim del Grande, que pertence ao ‘Muda’, afirmou ser contrário à prorrogação do mandato de Della Monica, mas que acompanhará a decisão do grupo. Nesta semana, o vice-presidente Gilberto Cipullo, líder do ‘Muda’, deve se reunir com os colegas para tomar uma decisão em relação à crise política.

Conselheiros palmeirenses dizem que a facção não se acertou com Della Monica porque quer lançar um candidato. Os aliados do presidente, porém, acham que não há um nome com força suficiente para a disputa. O próprio José Cyrillo Jr., diretor aliado ao presidente, e sempre cotado para o cargo, está descartado.

Para concorrer a um terceiro mandato em janeiro, Della Monica tem um forte aliado, o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, que também é conselheiro do Palmeiras. Ele disse à Folha de S.Paulo ver com ‘bons olhos” a continuidade do colega no cargo.

Via: UOL Esportes

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.