Camisas do Palmeiras

Paulo Nobre confirma a saída do Alan Kardec para o São Paulo


28/04 Publicado em Notícias do Palmeiras por Renata ás 5:30 pm |Permanlink|

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, convocou uma entrevista coletiva para a tarde desta segunda-feira, na Academia de Futebol, para explicar a negociação frustrada com Alan Kardec. Sem acordo com o Verdão, o atacante vai assinar com o rival São Paulo nos próximos dias.

Paulo Nobre confirma a saida de Alan Kardec para Sao Paulo

– Venho aqui comunicar que Alan Kardec não é mais jogador da Sociedade Esportiva Palmeiras. No sábado, fui comunicado pelo estafe do jogador, pelo seu pai, que não havia hipótese alguma do Alan continuar no Palmeiras pois já estava certo com o São Paulo na semana passada. Ele disse que a única hipótese de o Alan continuar no Palmeiras, seria rompendo com o pai, porque ele não voltaria atrás, independentemente da proposta. Não houve a menor hipótese. O Alan Kardec não continua porque não quer – comunicou o dirigente.

Tentamos de todas as maneiras, a negociação tinha até 30 dias, até o fim de maio para acontecer. E estava muito próxima de seu final. Um time entra na negociação de uma maneira antiética. Era jogador do Palmeiras, titular do clube e com uma negociação em curso. E entra um time fazendo uma proposta e o estafe achou por bem aceitar. E o Palmeiras não tem a política de contatar primeiro o agente. O jogador estava no completo ostracismo, hoje está cotado para ir para a Copa. Isso é absolutamente antiética. E cabe reflexão. Os clubes estão totalmente desunidos, todo mundo sabe. Com clube desunido somos fracos, do que adianta dar um passa moleque em alguém se você continua fraco? O que me assusta é um dos mentores do Clube dos 13, que propunha a união entre os clubes e chega com essa atitude?“, questionou.

O São Paulo deverá ser o clube de destino do atacante e, segundo Nobre, o Tricolor não foi ético ao entrar na negociação. “Um time entra de maneira absolutamente antiética. Era jogador do Palmeiras, sob contrato, um dos principais e com negociação em curso. Aí, entra um time e o estafe aceita a proposta. O Palmeiras fala primeiro com o jogador, e não fica discutindo a parte do empresário. A partir do momento em que isso aconteceu, o Palmeiras saiu completamente da negociação”, contou.

– Todas as negociações se alongam porque tratamos de muito dinheiro e não somos populistas. O grande erro da gestão Nobre é a preocupação e responsabilidade com dinheiro do clube. Foi compromisso de campanha reestruturar e ter cuidado financeiro com dinheiro. Não se faz em dois anos transformar o clube forte financeiramente. Essa é minha obrigação. Em todo contrato que envolver muito dinheiro vamos brigar por cada real pelo melhor do clube. Aqui não tem politica de sacanear ninguém. Sempre discutimos com lógica. Ainda tinha um mês para vencer o prazo com o Benfica. Se alongou, mas faz parte – disse o presidente do Verdão.

Fonte: Globo Esporte.

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.