Camisas do Palmeiras

Nova Regra da CBF de transferência gera polêmica e agora jogadores poderão atuar por dois times


07/05 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 9:26 pm |Permanlink|

Após protestos de dirigentes dos clubes brasileiros, a CBF recuou e decidiu discutir a nova regra de transferências de jogadores entre equipes que disputam a mesma divisão do Campeonato Brasileiro. No seminário realizado na última quarta-feira, no Rio de Janeiro, a entidade divulgou que nenhum atleta poderia defender outro clube da mesma série depois de jogar uma partida. No fim da tarde desta quinta-feira, a entidade resolveu reunir seus executivos para discutir o assunto.

Até o ano passado, um jogador poderia mudar de equipe se tivesse participado de no máximo seis partidas por um clube da mesma divisão. Para 2009, a ideia seria proibir as transferências – bastava entrar em campo uma vez para não poder jogar por outra agremiação da mesma série.

O problema, porém, é que o regulamento publicado no site da CBF é omisso sobre o assunto. A definição só poderia ocorrer após um acordo entre os clubes, mas os próprios dirigentes se surpreenderam com a informação de que as transferências seriam dificultadas – negócios adiantados como a chegada de Marlos do Coritiba ao São Paulo, por exemplo, poderiam ser anulados.

A Confederação Brasileira de Futebol voltou atrás e adiou a imposição do “Regulamento Geral das Competições de 2009“, cujo artigo 37 previa que um atleta que entrasse em campo por uma agremiação não poderia mais jogar em nenhum outro clube da mesma divisão do Campeonato Brasileiro. Segundo comunicado oficial, tal regra passará a valer a partir do ano que vem.

Dessa forma, voltará a valer o Regulamento Geral do ano passado. Assim, os jogadores poderão atuar até seis partidas por um time e só depois do sétimo jogo se tornarão intransferíveis para equipes da mesma divisão.

Confira o comunicado oficial publicado pela CBF:

Embora o Regulamento Geral das Competições 2009 tenha sido publicado no dia 19 de dezembro de 2008, com seu artigo 37 tendo o objetivo de criar uma maior identidade do jogador com o clube e, em consequência, com seus torcedores, e visando ainda ao fortalecimento do futebol brasileiro, em um contexto em que os jogadores trocam constantemente de clubes, a CBF, em decisão do presidente Ricardo Teixeira, vai manter neste caso o Regulamento Geral válido para o Campeonato Brasileiro de 2008.

A mudança em questão passará a vigorar no Regulamento Geral do Campeonato Brasileiro de 2010.

Via: GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.