Camisas do Palmeiras

Kléber recusa Inglaterra e sonha com R$ 22 milhões do Palmeiras


19/09 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 6:14 pm |Permanlink|

No que depender de Kléber, o Palmeiras não deve disputar a Libertadores do ano que vem desfalcado de seu ataque. De olho na proximidade da classificação alviverde à competição continental e a possibilidade de chegar à seleção brasileira, o camisa 30 recusou proposta do futebol inglês e quer ficar no Verdão. Para isso, porém, o clube terá de desembolsar uma alta quantia.

Emprestado pelo Dynamo de Kiev até dezembro, o atacante tem os direitos federativos fixados pelos ucranianos em oito milhões de euros (aproximadamente R$ 22 milhões) e a idéia do jogador e seus representantes é que o Palmeiras ou algum investidor pague o valor para que o ex-são-paulino seja vinculado em definitivo com o clube do Palestra Itália.

O Dynamo já estipulou este valor quando o emprestou e nossa intenção é que o Palmeiras pague isso. Se não pagar, ele volta para cumprir os quatro anos de contrato com o Dynamo ou pode ser reemprestado para o Palmeiras. Teríamos que negociar”, explicou à GE.Net o empresário de Kléber, Giuseppe Dioguardi, já adiantando os benefícios do negócios. “O Kléber pode até ser reemprestado, mas no meio do ano que vem já é outra história”.

Seja qual for a decisão da diretoria alviverde, a intenção do atacante é ficar. Tanto que, segundo seu procurador, recusou a proposta de uma grande equipe do futebol inglês para seguir com o sonho de seleção brasileira e se valorizar na Libertadores de 2009, caso o time confirme a classificação.

O presidente do Dynamo me chamou e fui para Kiev para conversar sobre o interesse desse grande clube da Inglaterra. Eles queriam levá-lo nessa janela no meio do ano ou no final deste ano. Fui para a Inglaterra, falei com o clube que se interessou, mas o Kléber preferiu só agradecer a proposta”, contou Dioguardi, recusando-se a revelar o time inglês por força de contrato.

O Kléber entende o interesse como reflexo do que tem feito no Palmeiras, é normal que estas propostas apareçam. Mas ele veio apostando em uma convocação para a seleção, a chance de conquistar o Brasileiro e jogar a Libertadores. E o Palmeiras apostou nele quando ninguém acreditava”, concluiu o empresário.

Via: GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.