Camisas do Palmeiras

FPF cede e permite Palmeiras x São Paulo no Parque Antártica


10/04 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 8:22 am |Permanlink|

Depois de muita discussão entre Palmeiras e São Paulo, a Federação Paulista de Futebol (FPF) finalmente deu seu veredicto a respeito do segundo jogo das semifinais do Campeonato Paulista. Atendendo a uma reivindicação dos palmeirenses, a partida poderá acontecer normalmente no Parque Antártica.

O mando das duas partidas pertenceria originalmente à FPF, que dava preferência por dois estádios neutros para os jogos. A escolha da entidade seria pelo Morumbi, que, segundo o presidente Marco Polo del Nero, atenderia à exigência de neutralidade. Os dirigentes palmeirenses, no entanto, não gostaram da decisão.

A idéia do Palmeiras seria levar o jogo de volta para o Parque Antártica ou para algum estádio no Interior – Santa Cruz (Ribeirão Preto), Teixeirão (São José do Rio Preto) e Prudentão (Presidente Prudente) foram sondados. No entanto, segundo Del Nero, as condições de segurança dificultariam a disputa em tais locais. Pelo mesmo motivo, o estádio palmeirense poderia ficar sem o jogo de volta.

A decisão, no entanto, foi revista nesta quarta-feira. Segundo a assessoria de comunicação da Federação, a própria Polícia Militar deu o aval positivo para a realização da partida no campo do Palmeiras. Além disso, a despeito do regulamento original, o mando dos jogos das semifinais pertenceria agora aos clubes de acordo com orientações do Estatuto do Torcedor, o que favoreceu as pretensões do Palmeiras.

Em busca de uma vaga nas semifinais do Paulistão, São Paulo e Palmeiras irão se enfrentar neste domingo, às 16 horas, no Morumbi. No domingo seguinte, dia 20, os dois times voltam a se enfrentar no Parque Antártica no mesmo horário. Os jogadores de Wanderley Luxemburgo levam a vantagem de se classificarem à decisão com empate na soma dos dois resultados.

Via: GazetaEsportiva.Net

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.