Camisas do Palmeiras

Alex Mineiro não se considera ídolo


10/08 Publicado em Notícias do Palmeiras por Davidson ás 3:09 am |Permanlink|

Alex Mineiro já está na história do Palmeiras. Artilheiro do Paulistão, com 15 gols, ele já é, até o momento, o maior goleador do clube no século, com 29 gols.

Carente por um camisa 9, fazia algum tempo que a torcida não via um atleta de área em quem pudesse confiar. Mesmo com tantos números positivos e uma média de 0,65 gol por jogo, o ‘matador’ palmeirense ainda não se considera ídolo. “Para ser ídolo é preciso ter um tempo de clube e conquistar alguns títulos e recordes. Sei que já escrevi meu nome com o título e a artilharia do Paulistão, mas ainda é pouco“, admite, sem deixar de dizer que buscar novos recordes está nos seus planos. “A meta é sempre o título, mas pessoalmente é gratificante brigar por uma artilharia e por novas marcas. Isso me motiva bastante, ainda mais num clube como o Palmeiras, que sempre teve atletas de peso jogando no ataque ao longo de sua história.

Alex Mineiro não esconde que optou por ficar no Palmeiras pela fase vivida por ele e pelo clube. “Já joguei no Japão por dois anos e sei das dificuldades. Estou estabilizado por aqui, inclusive no aspecto familiar. E tenho atravessado um momento excelente junto com meus companheiros. A felicidade de trabalhar aqui pesou.

E o tempo parece ser algo que não passa para o camisa 9. Em 2001, Alex Mineiro foi um dos principais destaques do campeão brasileiro Atlético-PR. Na competição daquele ano, ele marcou 17 gols, número que pode ser atingido sete anos depois com o Palmeiras. “Acho que são fases diferentes da minha vida. Cada uma com um estilo, mas sempre perseverante no trabalho. Aquele momento no Atlético-PR foi ótimo, e agora no Palmeiras tem sido muito positivo.

Sobre o adversário de domingo, o Botafogo, o atacante pregou respeito e afirmou que a partida pode ser de afirmação para o Verdão, que precisa ter uma regularidade como visitante. “Ainda falta alguma coisa para a gente se consolidar na disputa. O ideal é ter um bom aproveitamento como visitante, conseguindo uma seqüência de vitórias fora. A partir do instante que a gente conseguir isso, vamos mostrar mais força. O Palmeiras tem crescido num momento muito bom da competição, mas domingo vai encarar um adversário que também tem chances de brigar pelo título. O Botafogo é muito difícil de ser batido no Rio de Janeiro.

Via: Assessoria de Imprensa S.E.P

Leia também:




Home | Site do Palmeiras © 2007 - 2014 - Todos os direitos reservados.